Acessibilidade logo

Acessibilidade

bat-papo

Fale com a Prefeitura

  • *Campos obrigatórios
  • Ao iniciar um contato, você concorda com a Política de privacidade

  • ...Ou se preferir

  • Ligue para nós

    (77)3485-2733

  • Ou seja atendido presencialmente

    Segunda a sexta-feira, das 08:00 às 14:00 horas.

    Praça Deputado Henrique Brito, 344, Centro

  • Outros meios de contato

Em conformidade com:

Proteção Social
Prefeitura de Carinhanha realiza durante mês de junho ações de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa
20/06/2022

De acordo dados do IBGE, a cidade de Carinhanha tem quase 6 mil idosos. Homens e mulheres que já passaram dos sessenta anos e precisam ter seus direitos assegurados e não sofrer qualquer tipo de violência.

 

Pensando nesse público, a Prefeitura de Carinhanha, foca sua atuação com trabalhos que visam conscientizar a população sobre um tema que atinge muitas famílias: A violência com contra os idosos.

 

O mês de junho foi escolhido pela Organização das Nações Unidas (ONU) e a Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa idosa desde o ano de 2006, que declararam o dia 15 de junho como Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa.

 

Serão realizadas em Carinhanha rodas de conversas e atividades voltadas a prevenção e ao cuidado da saúde da pessoa idosa bem como debates sobre o tema da violência contra quem tem mais de sessenta anos.

 

É lei. Mas para garantir o envelhecimento da população de forma saudável e tranquila, com dignidade, sem temor, opressão ou tristeza e sem violência, é adotar políticas públicas que priorizem e incluam os idosos.

 

O Estatuto do Idoso no parágrafo 1 do  Art.19 “ considera-se violência contra o idoso qualquer ação ou omissão praticada em local público ou privado que lhe cause morte, dano ou sofrimento físico ou psicológico.” 

 

É um trabalho conjunto entre Poder Público e sociedade.  Por isso, a Prefeitura de Carinhanha alerta a toda a população ajude e denuncie qualquer forma de violência contra a população idosa.

 

Onde pode procurar orientação e denunciar: Unidades de Saúde, CRAS, CREAS, Delegacia de Policia, Policia Militar e Disque 100.


Autor: Ascom